09 novembro 2007

Coroas de Natal

As coroas de Natal começaram a ser feitas por brincadeira.
Tudo porque uma vez vi à venda uma, numa florista na Av. de Roma e quando fio saber o preço ia caindo com o susto. Ao observar de perto reparei que era feita com ramos enrolados e eu lembrei-me de me aventurar a fazer com vides.
No início de Novembro, quando o meu pai limpa as videiras lá em Tomar, traz sempre um braçado de vides, umas finas e outras grossas. O ano passado antecedi-me a ele, como estive em Guimarães e andamos a “jardinar” lá no terreno, foi de lá que vieram as vides.
Todos os anos gosto de fazer uma coroa nova, mas se quisesse nem tinha necessidade, porque as vides depois de secas, aguentam-se vários anos.
Depois de as enrolar e dar forma, é só dar asas à imaginação e decorá-las com anjos, bolas, fitas largas, tudo vale quando se trata de criar algo especial.
Sim, cada uma é diferente, nunca se consegue fazer uma igual à outra.
Depois é só pendurar na sua porta, para que ela dê as boas vindas aos seus vizinhos e aos seus amigos durante a época de Natal.

Sem comentários: