27 dezembro 2008

Este ano o Natal foi assim...

... finalmente ao fim de alguns anos, consegui voltar a ter a sensação do que é realmente estar em casa no Natal, incluindo claro está vespera de Natal e dia de Natal.
Na véspera não acordei muito cedo, mas deu para começar a preparar as coisas com calma.
Fiz as rabanadas com vinho branco, depois almoçamos... (o Carlos já tinha ido ao Hiper comprar algumas coisas que faltavam e estava tudo caótico!!) enfim... a seguir ao almoço começou a "estopada"... filhoses de abóbora, filhoses estendidas.
Depois a minha sogra chegou, fez a aletria e os mexidos (tipicamente do norte do país), só sei vos dizer que já eram 19 horas quando realmente consegui ter um tempinho para mim, para parar, respirar, ir tomar um banho... foi cansativo, as minhas costas já comecavam a reclamar.
Chegando à hora do jantar, eu estava mais para lá do que para cá, estive quase a adormecer.
Depois do jantar, perto das 23.30 fomos à missa do Galo (eu era estreante nesta parte da tradição), mas acho que estava demasiado cansada para aproveitar este momento.
No fim da missa, tive o primeiro momento emocionante da noite, quando em segredo dei a novidade à minha cunhada que estava grávida, foi algo de ... como direi... acho que não tenho palavras!
Depois viemos para casa, os meus pais que tinham ficado já dormiam cada um para seu lado... abrimos as prendas e deixamos para último a prenda que também iria dar a boa nova ao pais...
Uma botinha para cada um deles... Foi a loucura!!
Lá nos deitamos. Eu estava completamente de rastos... acho que dormi que nem uma pedra!
No dia de Natal assim que deu as 7h10 da manhã já não consegui dormir mais, ainda fiquei a "ronhar", mais um bocadinho, mas pelas 8h40 tive mesmo de me levantar, havia muita coisa para fazer, mousse de chocolate, canja de galinha, os assados no forno, cozer camarões, etc, etc, etc...
Lá começamos a almoçar pelas 13h00, já com a companhia do meu irmão, cunhada e sobrinha.
Lavou-se a loiça e da parte da tarde, mais uma vez estava de rastos e acabei por adormecer encostada ao Carlos.
Enfim, foi um Natal cansantivo mas muito bom!

Sem comentários: